Photo by:Omer Bozkurt

Sínodo na Amazônia

“Ouvir os povos indígenas e todas as comunidades que vivem na Amazônia… é de vital importância para a Igreja universal”.

Documento preparatório, A Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral

Sobre o sínodo

Em outubro de 2019, bispos de todas as partes do mundo se reunirão em Roma para uma conversa especial sobre a Amazônia, com duração de um mês. Durante o encontro, intitulado “A Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”, os bispos refletirão sobre o cuidado da Amazônia e seus povos, comprometendo-se com essa causa. Saiba mais aqui.

O sínodo se baseia em décadas de trabalho de proteção da Amazônia e seus povos. A Irmã Dorothy Stanger, mártir da Amazônia, nasceu nos Estados Unidos, mas se mudou para uma região rural do Brasil para viver com os pobres. Lá, ela testemunhou em primeira mão pecuaristas e madeireiros explorando agricultores e povos indígenas, roubando terras, derrubando florestas e assassinando aqueles que contestassem.

A Irmã Dorothy contestou com coragem. Durante várias décadas, exigiu a proteção dos pobres da região rural do Brasil, especialmente daqueles que viviam na Amazônia. Por causa de seu trabalho em favor da justiça, ela entrou para uma lista negra e acabou sendo assassinada.

Saiba mais e reflita sobre o testemunho da Irmã Dorothy aqui.

Reflita e Conecte-se

Nossa comunidade se fortalece pela oração conjunta, e o guia de reflexão para o Sínodo da Amazônia guia o nosso caminho. Compreenda os temas do Sínodo, conheça seu chamado e tome medidas.

Este material dividido em seis partes inclui fotos da Amazônia, uma explicação sobre o Sínodo, orações, uma guia para mediadores e muito mais.

If you prefer to use just one section of the guide, you’re free to download it here:

Compartilhe sua opinião

Você está convidado a compartilhar sua opinião sobre o Sínodo e o processo de reflexão.

Faça parte

Os bispos se reunirão em Roma, mas sua participação é muito importante, esteja onde estiver. Existem várias formas de se conectar ao tema do sínodo por meio das campanhas do Movimento Católico Global pelo Clima.

  • Quaresma: suas escolhas alimentares podem fazer uma grande diferença. Muitas pessoas se surpreendem ao saber que a produção de carne é maior causa de desmatamento da Amazônia. Você está convidado a honrar nossa herança católica e proteger a criação optando por refeições sem carne nas sexta-feiras da Quaresma. Saiba mais aqui.
  • Dia da Terra/Misericórdia pela Terra: celebre o Dia da Terra e a esperança de novos começos no dia 28 de abril, Domingo da Divina Misericórdia. Organize uma celebração em sua comunidade com o plantio de árvores, refeições compartilhadas e ações de proteção da criação. Saiba mais aqui.
  • Tempo da Criação: reze e tome medidas com cristão de todas as partes do mundo durante o Tempo da Criação, que se estende 1º de setembro a 4 de outubro. Proteja a teia de vida e reflita sobre a importância da Amazônia em preparação ao sínodo de outubro. Saiba mais aqui.
  • Animadores Laudato Si’: torne-se um Animador Laudato Si’ para levar o cuidado da criação à sua comunidade. Os animadores participam de um treinamento abrangente que inclui ensinos sobre a Amazônia. Saiba mais aqui.

Um momento global

Em todo o mundo, a comunidade católica está se unindo para erguer este importante movimento para a Igreja e o planeta. O Movimento Católico Global pelo Clima é grato por colaborar com parceiros com a REPAM, a Rede Eclesial Pan-Amazônica, importante conselheira do sínodo.

A família católica está aprendendo mais sobre as dádivas da Amazônia e os desafios que esta enfrenta, além de tomar medidas proféticas para proteger a região e seu povo.