‘Algo genial’: Sofía Velasco, cuidando da criação como voluntária no Equador

Junho 4, 2021

Neste espaço queremos partilhar com vocês experiências de vida e conversão ecológica, acompanhadas por exemplos de pessoas que estão fazendo uma diferença significativa em suas comunidades e que com fé e esperança renovam o seu amor pelo cuidado da criação nas suas ações quotidianas.

Queremos que conheçam Sofía Velasco, uma jovem equatoriana que ama a natureza, é socióloga e advogada, concluiu recentemente o mestrado em gestão e política de desenvolvimento pela Universidade de Georgetown. Profissionalmente, ela trabalha para uma empresa que cria soluções sustentáveis ​​para o setor agrícola em seu país e é voluntária ativa no Movimento Católico Global pelo Clima.

Sofía descreve sua experiência como voluntária no GCCM como “algo genial: caótico, mas incrivelmente satisfatório”, ela teve a oportunidade de conhecer e trabalhar ao lado de organizações e ativistas. “Isso se tornou uma experiência muito gratificante que provavelmente eu não teria em nenhuma outra organização”, disse Sofía na entrevista.

Participar junto a Animadores/as Laudato Si´,Além de ajudar a inspirar sua comunidade e cuidar da criação, também a permitiu conhecer e ajudar em um projeto local conduzido pela Irmã Marianita Lluguisupa, da Ordem da Providência, que tinha conflitos para operar e ajudar a comunidade.

Engajar-se nesse caso a ensinou como ouvir e ter paciência, e no final os conflitos foram resolvidos com a ajuda de Deus.

Para Sofía, existe um antes e um depois do GCCM, pois ela aprendeu que existem muitas maneiras de trabalhar pelo meio ambiente, ou de colocar a Laudato Si’ em prática e sobre as ações que as pessoas realizam que são valiosas.

Com a ideia de compartilhar sua experiência com outras pessoas, Sofía pensa que no GCCM você pode aprender sobre o grande impacto que as pessoas católicas têm no cuidado de nossa casa comum e como causar um impacto mesmo que você não seja católico/a.

Como voluntária, ela fez as coisas que gostaria de fazer em seu emprego dos sonhos: “Eu gostaria de ter conhecido o GCCM antes, porque a experiência que estou tendo agora poderia ter me ajudado no início de minha carreira.”

Sofia acredita que os valores mais importantes para o voluntariado são o cuidado, o respeito e o serviço, valores com os quais se identifica; bem como com Dorothy Day, com quem gostaria de ter voluntariado para continuar a sua busca por justiça social iluminada pelo catolicismo, totalmente coesa e que desperta o desejo de fazer mais e de tornar o mundo um lugar melhor e mais justo.