Conferência Episcopal Austríaca desinveste em combustíveis fósseis

Março 21, 2019

O cardeal Christoph Schönborn, presidente da Conferência Episcopal Austríaca, anuncia hoje que a instituição assinará o compromisso de desinvestimento do Movimento Católico Global pelo Clima.

Cardinal Schönborn

A Conferência Episcopal Austríaca desinvestirá em todos os negócios voltados para a extração ou produção de combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural). A decisão inclui todos os investimentos financeiros da conferência episcopal, de todas as dioceses austríacas e demais instituições dentro de sua esfera.

Em todo o mundo, as instituições católicas sempre estiveram à frente das medidas concretas tomadas para combater a crise climática. Essa é a terceira conferência episcopal a anunciar seu desinvestimento em combustíveis fósseis, vindo logo atrás das conferências belga e irlandesa.

Essas conferências episcopais se juntam a quase 120 outras instituições católicas que também optaram pelo desinvestimento, incluindo grandes bancos católicos na Alemanha. Essas +120 instituições católicas são líderes de um total global de aproximadamente 1.000 instituições, avaliadas em mais de US$ 8,5 trilhões, que optaram pelo desinvestimento.

A decisão austríaca se baseia na conferência do Vaticano sobre as metas de desenvolvimento sustentável da ONU, que inclui medidas urgentes contra as mudanças climáticas, e obedece às fortes declarações do Papa Francisco sobre o uso da energia, tal como quando afirmou aos CEOs dos combustíveis fósseis que “a civilização precisa do uso de energia, mas a energia não deve destruir a civilização!”

O Cardeal Christoph Schönborn, presidente da Conferência Episcopal Austríaca, disse que “os recursos financeiros da Igreja não devem exercer uma influência destrutiva sobre o clima do nosso planeta”. Leia a declaração do Cardeal Schönborn na íntegra aqui.

Tomás Insua, diretor executivo do Movimento Católico Global pelo Clima, disse: “O desinvestimento em combustíveis fósseis por parte da Conferência Episcopal Austríaca é um posicionamento profético em favor da justiça climática. A comunidade católica global tem assumido uma liderança ousada para proteger os vulneráveis, que tanto clamam por mudanças. Nós temos apenas alguns anos para reverter a emissão de gases de efeito estufa, e essa liderança visionária dos bispos austríacos é um grande passo na direção certa”.

Anja Appel, diretora do Escritório de Coordenação da Conferência Episcopal Austríaca (KOO), disse: “Nós cristãos e nossas instituições temos a responsabilidade de cuidar da criação e trabalhar por justiça climática. Nós estamos entre a parcela da população mundial que emite a maior quantidade de gases de efeito estufa e, portanto, precisamos combater sua principal causa: o uso de combustíveis fósseis. Esse importante passo demonstra o esforço da Conferência Episcopal Austríaca em atender às exigências do Acordo de Paris”.

Leia a declaração de Anja Appel e do Bispo Freistetter na íntegra aqui.