Novo capítulo traz a Laudato Si’ à Venezuela

Julho 15, 2020

Diego López

Antes do Diego López lançar oficialmente o Movimento Católico Global pelo Clima em seu país da América do Sul, a Laudato Si’ foi discutida em toda a Venezuela.

Aqui e ali, os católicos mencionaram a encíclica histórica do Papa Francisco sobre mudanças climáticas e ecologia, o que entusiasmou milhões ao redor do mundo para cuidar da criação.

Mas nenhuma organização nacional estava guiando o caminho. Ninguém estava trabalhando para espalhar a mensagem da encíclica de amor e cuidado pela criação no país que tão urgentemente busca esperança.

No início deste ano, Diego, de 26 anos de idade, tomou a iniciativa para cumprir com essa necessidade. Em maio, ele lançou o Capítulo do Movimento Católico Global pelo Clima na Venezuela, dando à Laudato Si’ uma base forte de ação dentro desse país predominantemente católico.

Diego espera que a criação desse capítulo ajude a fazer com que a Laudato Si’ alcance o coração de suas irmãs e irmãos na Venezuela, vivificando o país assim como tem sido em boa parte do mundo nos últimos cinco anos.

“[O capítulo] é uma benção e uma grande oportunidade para mim, para todas as Organizações Membros, e para todos os Animadores e voluntários, para poderem servir e realizar grandes trabalhos no país para o cuidado com a criação e a nossa casa comum,” disse Diego.

“Eu também posso levantar a minha voz pelo grito da Terra e dos pobres, que são os mais vulneráveis nesta falta de cuidado com a nossa casa comum . . . eu posso me comprometer a cada dia para buscar ações e soluções que façam parte da mudança.”

Diego se formou no curso de Animadores Laudato Si’ em junho.

Os capítulos são organizações independentes que trabalham próximas ao MCGC e sua equipe para espalhar a mensagem da Laudato Si’ e criar a mudança em suas comunidades.

Dentro de seus países, os capítulos normalmente ajudam a trazer as pessoas mais próximas do Criador, lançando pequenos Círculos Laudato Si’ que se encontram regularmente para aprofundar sua relação com Deus – e recrutando novas pessoas para serem Animadores Laudato Si’ Animators, líderes da ação católica contra a mudança climática.

Diego já conhece esse programa também. Ele lançou o capítulo da Venezuela como parte do seu projeto final do curso de formação de Animadores.

Ele e milhares de pessoas inspiradas nos seis continentes participarem da formação online e gratuito, durante a qual aprenderam sobre os temas principais da Laudato Si’ e as raízes e consequências da crise climática.

Todos os Animadores se formaram do curso completando um projeto final que realizaram como ação pela criação.

Você pode se tornar um líder da ação católica contra a mudança climática.
A próxima turma de Animadores Laudato Si’ começa dia 28 de julho. Inscreva-se hoje!

Diego está animado com trazer a Laudato Si’ à vida na Venezuela.

Outros católicos e até mesmo pessoas sem afiliação religiosa têm agradecido o Diego pelo seu trabalho nas questões ambientais da Venezuela, principalmente pela criação do capítulo.

Venezuela é um dos países com mais biodiversidade do mundo, mas há muito tempo tem sido um dos maiores produtores de petróleo bruto e atualmente se encontra meio a um colapso econômico histórico.

A cidade do Diego, Maracaibo, tem sido particularmente atingida pela queda econômica devido em grande parte pela corrupção e falha de gerenciamento, que leva à maior crise de refugiados da América Latina.

Diego, contudo, está mais pronto do que nunca para fazer a sua parte para mudar a narrativa do país e dar esperança para os mais vulneráveis em seu país.

O que mais o anima é a juventude do país. A idade média na Venezuela é 30 anos de idade, e a Igreja Católica espelha essa juventude lá.

“A Igreja na Venezuela é uma igreja jovem. Os ministérios jovens são fortes, e assim são também as Organizações Membros que temos,” disse Diego.

Ele e seus companheiros venezuelanos planejam fazer como o Papa Francisco pediu aos jovens na Jornada Mundial da Juventude Rio 2013: fazer uma “bagunça nas dioceses.”