A jornada continua

Dezembro 18, 2018

Sobre a peregrinação

A Peregrinação pelo Clima terminou sua jornada de 1500 km debaixo de sol, chuva e neve, entre planícies e serras, de cidades litorâneas a cidades históricas. Partindo da Praça de São Pedro, os peregrinos caminharam três meses até Katowice, Polônia, local das negociações climáticas deste ano na COP24. Os peregrinos chegaram ao fim da estrada, mas sua jornada está longe de terminar.

Peregrinos recebidos na Missa Internacional

Liderados por Yeb Saño e sobreviventes do Tufão Haiyan, uma catástrofe que tomou milhares de vidas e foi intensificada pelas mudanças climáticas, os peregrinos compartilharam uma mensagem pessoal de testemunho. Os peregrinos foram recebidos por líderes políticos e religiosos.

  • Eles conversaram com o Presidente da Áustria, Alexander Van der Bellen, que os acompanhou em caminhada quando entraram na cidade de Viena. Em Katowice, apresentaram fitinhas de orações coletadas ao longo da jornada para Patrícia Espinosa, Secretária Executiva da UNFCC.
  • Eles tiveram a oportunidade de dividir uma conferência de imprensa com o ministro italiano do meio ambiente, Sergio Costa, e de discutir os problemas climáticos com Mojca Dolnar, representante de uma agência ambiental na Eslovênia.
  • Eles receberam uma bênção especial do Arcebispo de Crepaldi, em Trieste, e foram recebidos pelo Arcebispo Skworc em uma missa internacional durante a COP24.

Peregrinos com a líder da UNFCCC, Patricia Espinosa

Essa jornada chamou a atenção de públicos locais e internacionais. Os peregrinos compartilharam suas histórias através de entrevistas com jornais, programas de rádio, podcasts e noticiários de TV. Em todo mundo, diversos veículos de comunicação fizeram a cobertura da história, do New York Times e Vatican News ao maior programa matinal de entrevistas da Polônia. A peregrinação também ganhou destaque nas redes sociais, incluindo a publicação de Leonardo DiCaprio no Instagram e o tweet de Patricia Espinosa. Uma entrevista com a peregrina Joana Sustento foi transmitida ao vivo pela UNFCCC, e o discurso apaixonado de AG Saño na Marcha pelo Clima da COP24 foi registrado em vídeo.

Recebidos pelo arcebispo

Os peregrinos tiveram o apoio de uma impressionante rede de pessoas, comunidades, escolas e paróquias. Eles foram acolhidos com enorme hospitalidade aonde quer que fossem, das catedrais da Itália aos lares das famílias que os receberam na Polônia. Tamanha receptividade mostrou o desejo compartilhado de cuidarmos uns dos outros e de nossa casa comum, um desejo que transcende idioma, cultura e nacionalidade.

Jantar com os peregrinos e anfitriões

A chegada dos peregrinos a Katowice foi emocionante, repleta de profundas experiências partilhadas. Eles caminharam pelas ruas da cidade carregando orações coletadas durante sua jornada. Eles também relembraram seu companheiro de caminhada, Alan Burns, cujo repentino falecimento na Eslovênia conferiu ainda mais significado à missão durante o restante da jornada; em homenagem, os peregrinos carregaram seus calçados até Katowice.

Albert Burns na peregrinaçãoo

Os dias passados na COP24 foram marcados por diversos eventos: comícios e conferências sobre o clima, entrevistas e debates. Os peregrinos compartilharam histórias e ideias com apoiadores e grupos religiosos, os quais se reuniram pelo desejo de encontrar soluções para a crise climática.

peregrinos em trilha

Jane Mellett resumiu o espírito da jornada quando disse a colega de peregrinação Joana Sustento: “Carregarei sua história em meu trabalho e minha vida para sempre”. A Peregrinação pelo Clima chegou ao fim, os peregrinos levaram o clamor da criação por 1.500 km, seis países e 70 cidades. Mas para eles e todos aqueles que partilham tal missão, a jornada continua, mesmo com o fim da peregrinação. Que não nos cansemos de caminhar juntos, levando o clamor por justiça climática em nossos corações e nossas vidas.

mural feito pelos peregrinos