‘Turn Around’: Como o Papa Francisco, a Laudato Si’ e a Greta Thunberg inspiraram a nova música do Gen Verde sobre o cuidado com a criação.

Fevereiro 12, 2021

Copyright: Gen Verde

Nancy Uelmen não queria escrever outra música triste e sombria sobre a crise climática. As músicas, por mais verdadeiras que sejam, raramente motivam as pessoas a agir.

Em vez disso, a diretora musical do Gen Verde queria ajudar a inspirar nossas irmãs e irmãos no mundo todo a perceber que não é tarde demais para mudar nossos hábitos e cuidar de nossa casa comum.

Nancy Uelmen

O resultado é a nova música do grupo, “Turn Around”, uma visão esperançosa e inspiradora de como todos nós podemos nos unir e cuidar de nossa casa comum.

“Se entendermos a beleza da criação e o presente que Deus nos deu … vamos querer mudar nossos corações e querer protegê-los”, disse ela no último podcast do Movimento Católico Global pelo Clima.

Ouça e siga o podcast do GCCM abaixo:

(O podcast do GCCM é em inglês.)

Nancy estava lendo a Laudato Si’ e pensando sobre as mensagens do Papa Francisco nos últimos anos, por exemplo, como tudo está interligado e como precisamos mudar nossos hábitos.

Ela também pensava nos milhões de jovens, incluindo Greta Thunberg e aqueles da Geração Laudato Si’, que estão constantemente levantando suas vozes contra a crise climática e por um futuro mais resiliente.

“Foi muito importante [destacar] como os jovens estavam tão na linha de frente da batalha para dizer: ‘Veja, as coisas têm que mudar’. É o futuro deles que está em risco”, disse ela.

Nancy escreveu a letra e a melodia para a música, que também conta com outras membras do grupo, atualmente 18 mulheres de 14 países que vivem em Loppiano, Itália, uma comunidade do movimento católico dos Focolares.

A música e o videoclipe também mostram contribuições de 35 crianças e adolescentes de nove países.

Nancy adotou as mudanças que ela espera inspirar por meio da música. Ela começou pequeno, usando sabonete em vez de sabonete líquido em garrafas de plástico e comendo carne uma ou duas vezes por semana, em vez de todos os dias.

“Se você acha que tenho que mudar tudo e transformar completamente toda a minha [vida], talvez eu não faça nada”, disse ela.

.

Ela também permaneceu firme em pedir a Deus para guiar nosso trabalho enquanto cuidamos de nossa casa comum.

“Não podemos fazer isso sozinhos. Precisamos de Deus para nos guiar”, disse ela.

“Não é um caminho fácil … mas se todos nós mudarmos juntos, eu realmente acredito que podemos fazer isso. Eu realmente acredito que há esperança, que não é tarde demais para mudar.”