Transformando o desespero em ação pela criação

Junho 24, 2020

Knox Peden, último à esquerda, guia a caminhada de oração na paróquia católica de São José, O’Connor em Canberra, Austrália

Para Knox Peden, a Laudato Si’ e a resposta da Igreja Católica às mudanças climáticas têm feito muito mais do que apenas motivá-lo a agir.

A mensagem da histórica encíclica do Papa Francisco sobre mudança climática e ecologia ajudou a convencer Knox de fazer parte da Igreja Católica.

Knox foi criado como presbiteriano no Texas (EUA), mas não praticava nenhuma forma de cristianismo há anos.

Mas entre as razões pelas quais o professor de filosofia na Austrália se tornou católico em julho de 2019 foi por causa de como a Igreja estava respondendo às mudanças climáticas.

Ele se sentiu encorajado pelas “alternativas que a Laudato Si’ oferece aos tratamentos puramente materialistas ou naturalistas sobre as mudanças climáticas.”

Suas preocupações com o que a crise climática está fazendo com sua terra adotiva também o levaram a participar do programa de Animadores Laudato Si’ do Movimento Católico Global pelo Clima no início deste ano.

Junte-se à rede global de cuidado com a criação: Torne-se um/a Animador/a Laudato Si’

Knox, junto com milhões de australianos, ficou horrorizado com a crise do incêndio que matou cerca de 450 pessoas, incluindo as que morreram por inalação de fumaça, e destruiu mais de 44 milhões de acres nos últimos dois anos.

Estima-se que um bilhão de animais pereceram por causa dos incêndios, que duraram muito mais do que os poucos meses em que estavam nas manchetes globais.

De julho de 2019 a março de 2020, alguns estados australianos, como Nova Gales do Sul, sofreram incêndios por 240 dias.

Incêndios florestais ocorrem na Austrália há décadas, mas as mudanças climáticas aumentam a probabilidade de ocorrência e aumentam a probabilidade de serem muito intensos.

À medida que mais e mais emissões de gases de efeito estufa são liberadas na atmosfera e aquecem o planeta, mais umidade evapora da Terra, criando condições mais secas e mais suscetíveis a incêndios florestais.

Knox disse que os incêndios florestais serviram como um “catalisador” para ele se juntar a milhares de pessoas em seis continentes e se tornar um Animador Laudato Si’, um campeão católico de ação sobre as mudanças climáticas.

Os Animadores recebem treinamento online gratuito em seu idioma com especialistas de renome mundial. Durante o treinamento, os Animadores se aprofundam nos princípios da Laudato Si’ e exploram como esse documento inovador pode orientar todas as pessoas a ajudar a solucionar a emergência climática.

Junte-se a Knox e milhares ao redor do mundo: Torne-se um/a Animador/a Laudato Si’

 

Os Animadores concluem o treinamento com um projeto final, ou dois, como ele decidiu fazer. Knox, palestrante da Universidade Flinders, em Adelaide, gravou uma reflexão no YouTube sobre a Laudato Si’ (abaixo) e conduziu uma caminhada de oração.

No vídeo, ele compartilhou como a Laudato Si’ “é um meio de conversão ecológica para os católicos. Mas também acho que é um recurso notável para evangelização para pessoas com preocupações comuns”, disse Knox.

Knox realizava caminhadas de oração sozinho, por isso foi fácil convidar seus colegas paroquianos para um passeio de oração.

“O objetivo geral era apresentar para a minha paróquia essas questões importantes e estimular seu próprio crescimento espiritual nessa área”, disse Knox sobre seus projetos.

Ele concluiu seu treinamento de Animador Laudato Si’ no início deste mês, mas a encíclica do Papa Francisco continua motivando-o para inspirar outras pessoas.

“A Laudato Si’ é um documento vital, uma pedra angular para o que significa ser católico aqui e agora”, disse ele. “Como documento, a Laudato Si’ unifica e orienta minhas preocupações sobre essa tarefa política mais urgente que a humanidade enfrenta. E dá esperança, assim como Cristo dá esperança.”